Viagem

Veneza, a cidade fofura da Itália!

IMG_8109

No início do mês, eu e o namorado viajamos para a Itália, e, mesmo sendo poucos dias, conseguimos conhecer Veneza, Florença, Pisa e Roma. Este é o primeiro post sobre a Itália e, como já deu pra perceber no título, será sobre Veneza, nossa primeira parada!

Veneza… ah, aquele sonho!!! Aquele sonho que eu consegui realizar! Pelo que li em vários blogs, a opinião das pessoas sobre Veneza é bem extrema, uns amam demais, outros odeiam na mesma proporção. Por ser uma cidade cara (muito cara por sinal!!!), confesso que cogitamos cortar da viagem… ainda bem que não o fizemos! Mas nossa passagem por lá foi rápida, apenas um dia e meio. Veneza é uma gracinha, cada nova ruelinha ou canal é uma surpresa!

IMG_8070

O que fazer em Veneza?

Melhor programa: se perder nas ruelas e canais. Sério… Eu poderia passar uma semana só fazendo isso. Sentar na beira de um canal e ficar observando o vai-e-vem das gôndolas foi o que eu mais gostei de fazer. Ah, as gôndolas! Não, não fizemos o passeio. Minha vontade sempre foi ir para Veneza, mas não tinha aqueeela vontade de fazer o passeio de gôndola, claro que gostaria de fazer, mas não era algo que fazia parte do meu sonho. Depois de descobrir o preço então… desistimos totalmente hahahah! O preço varia entre €80 e €120 por um passeio de aproximadamente 40 minutos. Como já falei aqui, geralmente não deixamos de aproveitar nada nas cidades que visitamos, mas as nossas viagens são sempre em modo super econômico… então, sem chance de desembolsar essa grana! Mas também percebi uma coisa: se você pechinchar, é bem provável que consiga um valor mais baixo. Um gondoleiro chegou a oferecer um passeio para nós dois por €60 e outro por €70, mas continuamos achando muito caro e optamos por não ir. Mas se isso é uma das coisas que você não abre mão de fazer, vale a pena tentar pechinchar! Os melhores para isso são os gondoleiros que ficam nos canais menores, não aqueles que tem os “pontos de gôndola”… provavelmente com esses o valor deve ser meio fixo.

Mas além de andar pela cidade, é claro que existem alguns lugares específicos pra visitar e ver por lá:

O Grande Canal

IMG_7799

O Grande Canal é a principal avenida aquática de Veneza. Como é o maior canal, é por onde passa o transporte público e é bem movimentado com um vai-e-vem grande de diversos tipos de embarcações.

As pontes

IMG_8005.JPG

Veneza é formada por 118 ilhas, então é óbvio que existem pontes famosas por lá, e são cinco: a Rialto, a Ponte dos Suspiros, da Academia, a da Constituição e a Ponte dos Descalços. Das cinco, vimos/visitamos apenas as duas primeiras. Essa da foto aí de cima é a Ponte dos Suspiros. Essa ponte liga o Palácio Ducale, na Praça São Marcos à um prédio onde funcionava uma antiga prisão. Reza a lenda que ela se chama assim devido a  essa ponte fazer parte do “corredor da morte”, e ao passar por ela, era a última vez que os presos viam a luz do sol, e por isso eles suspiravam. Triste, né?

IMG_7885
Cruzando a Rialto

Essa foto aí de cima, tiramos enquanto cruzávamos a Rialto. Ela foi a primeira ponte construída para a passagem de pedestres sobre o Grande Canal, isso lá em 1181. Para nosso azar, ela estava em reforma e nem deu para tirar uma foto legal dela. Em cima dela existem diversas lojas e a maioria é joalheria… nem preciso dizer que fiquei babando nas joias de lá, né?

Praça São Marcos

IMG_7970

A praça São Marcos é a única praça de Veneza e o principal destino turístico de lá, reunindo sempre essa multidão que pode ser vista na foto acima. A praça em si não é aquela beleza toda, mas ela tem uma história interessante. Ela mantém o mesmo formato desde 1177 e, como sempre foi o centro de Veneza,  foi palco de muitos acontecimentos importantes da história da cidade. Não é loucura pensar que essa praça é assim há quase 1000 anos?

Três importantes construções de Veneza ficam na praça: o Palácio Ducale (antiga sede do Doge de Veneza, atual Museu do Palácio Ducale), a Basílica de São Marcos e o campanário da Basílica, essa grande torre da foto acima (ele pode ser visitado, mas não o fizemos).

Basílica de São Marcos

IMG_8158

Sem dúvida alguma, a construção mais linda de Veneza, e uma das igrejas mais bonitas que já visitei, a Basílica de São Marcos é um dos melhores exemplos da arquitetura bizantina. Construída inicialmente em um edifício que pertencia ao Palácio Ducale (Palácio do Doge), em 832, já foi destruída e reconstruída diversas vezes. A última reconstrução, em 1063, é a base atual do edifício. Externamente é feita de mármore, adornada com esculturas e mosaicos espetaculares! Internamente, a decoração do teto e paredes da igreja também é feita basicamente com mosaicos dourados! Um mais lindo que o outro, uma pena que não é permitido tirar fotos lá dentro!

IMG_8147

IMG_8153

IMG_8155

A entrada na igreja é gratuita, você só paga se quiser visitar o tesouro ou as criptas. Pegamos uma fila, que, embora grande, andou bem rápido… em uns 15 minutos estávamos lá dentro. Não é permitido entrar na igreja de roupas curtas ou com os ombros descobertos.

Bom, com certeza existem outros lugares para visitar em Veneza, mas estes foram os que nós visitamos, e acho que são os principais lugares a serem visitados em uma passada rápida na cidade, como foi o nosso caso.

Onde ficar em Veneza?

Para quem vai pela primeira vez à Veneza, é importante saber: existem duas partes bem diferentes da cidade. Uma é a parte continental, chamada de Mestre, e a outra é a parte turística, aquela que bem conhecemos por fotos. Quando estávamos pesquisando sobre o melhor lugar para ficar, vimos muitas pessoas falando “jamais fique em Veneza Mestre”. Como já era de se esperar, as acomodações na Veneza turística eram infinitamente mais caras do que em Mestre, muito embora seja fácil e rápido deslocar-se de uma para outra. Com o orçamento apertado (como sempre kkkk), contrariamos todas essas indicações e nos hospedamos em Mestre, num Bed & Breakfest perto da estação de trem. E sabe que eu acho que foi uma ótima escolha? Só não aconselharia se hospedar em Mestre caso sua intenção seja ir para alguma balada ou ficar em um barzinho até mais tarde (depois da meia-noite), porque os trens param de funcionar esse horário e só voltam de manhãzinha. Como nossa intenção era conhecer a cidade durante o dia e voltar para o hotel um pouco depois de escurecer, foi uma escolha bastante acertada! Caso se encaixe na exceção que descrevi acima ou caso prefira mesmo se hospedar na Veneza turística, aconselharia os bairros próximos a Praça São Marcos, ponte Rialto ou próximo a estação de trem, mas fique ciente de que pode ser um pouco difícil se encontrar naquelas pequenas ruelinhas.

IMG_8041

Dica extra: não tente passear com malas em Veneza, mesmo que seja só aquela mala de bordo que parece inofensiva. Todas as pontes têm escadas, algumas têm muitas escadas mesmo, então será um esforço desnecessário e você não aproveitará o passeio confortavelmente. Prefira deixar as malas no guarda-volumes da estação de trem, que, embora seja um pouquinho caro, sem dúvida alguma vale o dinheiro gasto.

Bom, nossa visita de um dia e meio em Veneza foi essa. Como é lugar é lindããão, vale a pena deixar mais algumas fotos aí embaixo:

IMG_8128

IMG_8076

IMG_7955

IMG_8177

Espero que tenha gostado de conhecer um pouquinho da cidade através das minhas fotos! Me diz aí nos comentários o que você achou, vou adorar saber!

Beijinho ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s